O presépio criado pela equipe do Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, alia a pureza da data do Natal, a magia que o período carrega em sua simbologia e as mensagens reflexivas que o Papa Francisco nos transmite em tempos tão incertos. Instalado no altar do Santuário Antigo, o presépio do Santuário tem por missão ser majestoso e, ao mesmo tempo, não abrir mão da humildade que a cena do nascimento de Jesus passa à humanidade.

Neste ano, ganha espaço o céu azul e estrelado. No alto, junto das estrelas, está pintada a imagem do Espírito Santo, em forma de pomba. A relação entre o Espírito Santo e Nossa Senhora é muito especial, como recorda o padre Jocimar Romio, que atua no Santuário. “É atribuída à obra do Espírito a consagração e a santidade de Maria. Ao recordar a maternidade de Maria, recorda-se o que o Anjo disse a ela: ‘O Espírito Santo virá sobre ti e o poder do altíssimo vai te cobrir com a sua sombra’ (Lc 1,35)”, explica o padre.

 

 

Vale destacar também que há tecidos que ligam o presépio ao céu estrelado. A ideia é que forme uma espécie de tenda que lembre o sentido bíblico da presença de Deus – que se manifesta entre as pessoas o tempo inteiro. “O presépio é como a shekinah, a morada de Deus, a tenda da presença de Deus”, completa padre Jocimar. Ao lado do presépio, está instalada uma emblemática foto do Papa Francisco de mãos dadas com pessoas das mais diversas etnias. O quadro nos lembra: ainda é época da cultura do encontro e da igualdade, e de sermos todos irmãos.

 

 

Quem chega ao Santuário Antigo também poderá observar placas com dizeres espalhados pela igreja. Trata-se de trechos do texto da Carta Encíclica Fratelli Tutti, do Papa Francisco, sobre a fraternidade e a amizade social. A Encíclica fala no discernimento político, no abandono das guerras e na promoção da fraternidade. “As palavras estão expostas para preparar o nosso coração para contemplar o presépio. Seja para contribuir no conhecimento da fé, na prática da oração e no crescimento da consciência de que, sim, somos todos irmãos e irmãs em Cristo, independente de idade, raça ou condição socioeconômica”, atenta.

 

O espaço fica aberto para visitação do público com alguns cuidados em função da pandemia: é indispensável o uso de máscara e vedada qualquer tipo de aglomeração. O presépio permanece montado até o Dia de Reis, celebrado em 6 de janeiro.