Bispo emérito da Diocese de Caxias do Sul acompanhou as atividades do encontro dos bispos e também celebra no Santuário de Caravaggio, em Farroupilha

 

Atualmente no Brasil são 166 bispos eméritos. Deste total, 15 estão no Rio Grande do Sul. Dom Alessandro Ruffinoni é um deles. Tornou-se emérito no dia 08 de setembro de 2019 e explica que logo voltou ao Paraguai para trabalhar com os padres scalabrinianos, sua congregação de origem. “Tive dificuldades de adaptação com o clima e depois de um ano retornei à Diocese de Caxias do Sul, onde hoje atendo o Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha”, comenta.

Emérito da diocese da Serra Gaúcha, ele participou da 58ª Assembleia Geral da CNBB, que em 2021 foi realizada totalmente de forma remota, em virtude da pandemia e aponta que na AG, apesar de os eméritos não terem direito a voto, têm espaço de fala e reflexão nas discussões dos temas. “O nosso papel como bispo emérito é aproveitar também este tempo para rezar pelos bispos que estão agora à frente de nossa Igreja, para que tenham sempre saúde e sabedoria. Além disso, na Assembleia é que ficamos por dentro dos assuntos mais importantes da Igreja no Brasil”, ressalta Dom Ruffinoni.

 

 

 

Fonte: Diocese de Caxias do Sul