Qual a relação entre a imigração italiana, a religiosidade católica e a história de Nossa Senhora de Caravaggio? Para quem é da Serra Gaúcha, a resposta é fácil, já que é sabida a força da fé do povo desta região por Nossa Senhora de Caravaggio.
Mas para que o restante do país saiba mais sobre a grandiosidade da imigração no Rio Grande do Sul é que foi produzido o documentário “Legado Italiano”, que estreia dia 19 de novembro nas plataformas digitais e em alguns cinemas da Serra Gaúcha já a partir do dia 12. E é claro que a devoção pela Mãe de Caravaggio e o Santuário Diocesano de Farroupilha estão inseridos neste documentário, com trechos que mostram a devoção dos moradores da Serra com a padroeira.

A direção do filme visitou o Santuário de Farroupilha várias vezes ao longo dos últimos anos, acompanhando inclusive edições de romarias que ocorrem anualmente na data votiva de Caravaggio, 26 de maio. As imagens exibidas no material reforçam a dimensão da fé em território gaúcho: relatos emocionados de romeiros dividem espaço com cenas que ilustram a multidão de peregrinos que chega ao Santuário para agradecer ou pedir proteção. “Todo material audiovisual que exibe a força da nossa gente serve para eternizar nossa trajetória. Sem dúvidas, o crescimento e evolução da Serra Gaúcha estão diretamente ligados com a presença dos aspectos religiosos que se fortaleceram por aqui. A Mãe de Caravaggio é presente o tempo inteiro”, afirma o reitor do Santuário, padre Gilnei Fronza.

 

 

O documentário da diretora Marcia Monteiro estreia no dia 19 de novembro. Produzido pela Camisa Listrada, em coprodução com Globo Filmes, GloboNews e Celeiro Produções, o longa será distribuído pela Lança Filmes em formato on demand (locação digital) pelo site exclusivo www.legadoitaliano.com.br. O documentário também será exibido de 12 a 18 de novembro, no GNC, em Caxias do Sul, e no Movie Arte L’America, em Bento Gonçalves.

 

 

“Legado Italiano” revisita, em 84 minutos, os 145 anos da imigração italiana para a Serra Gaúcha e os inúmeros legados deixados ao longo desse tempo. Uma verdadeira colcha de retalhos formada, entre outros, por temas como a religiosidade, a música, a gastronomia, a arquitetura, a indústria, o talian e o vinho, abordados a partir dos relatos dos descendentes de imigrantes da região. “A imigração é, ainda hoje, uma realidade em várias partes do mundo. Em muitos lugares ela está acontecendo neste exato momento”, salienta Marcia, em sua estreia na direção.

 

 

Apura Conteúdo

Ana Demoliner e Raquel Fronza

Jornalistas

(54) 99904.7520 e 98125.2898