Realizou-se, na última sexta-feira à noite, uma Vigília Vocacional com cânticos de Taizé, promovida pelas Irmãs Pobres Servas da Divina Providência e pela comunidade do Santuário de Caravaggio. O momento de meditação, reflexão e cânticos teve início às 19hs e 30 min, no Santuário Antigo.

 

 

O tema da Vigília foram as vocações, em comunhão com a proposta da Igreja que neste mês de agosto reflete e reza sobre esta temática.

Vários jovens da comunidade do Santuário e de outras paróquias, assim como leigos e leigas, participaram do momento meditativo e contemplativo através de cânticos de Taizé. O estilo musical de Taizé (Comunidade de Vida originária da França) mistura trechos bíblicos com melodias que através da repetição, possibilitam uma experiência de comunhão e contemplação do mistério divino.

 

 

 

Rezar e meditar sobre as vocações é antes de tudo um apelo do próprio Cristo que afirma: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi, pois, ao dono da messe que envie trabalhadores para a colheita” (Mt 9, 37-38)

Nas palavras do Papa Francisco, “o desejo de Deus é que a nossa vida não se torne prisioneira do banal, não se deixe arrastar por inércia nos hábitos de todos os dias, nem permaneça inerte perante aquelas opções que lhe poderiam dar significado. O Senhor não quer que nos resignemos a viver o dia a dia, pensando que afinal de contas não há nada por que valha a pena comprometer-se apaixonadamente e apagando a inquietação interior de procurar novas rotas para a nossa navegação. Se às vezes nos faz experimentar uma «pesca miraculosa», é porque nos quer fazer descobrir que cada um de nós é chamado – de diferentes modos – para algo de grande, e que a vida não deve ficar presa nas redes do sem-sentido e daquilo que anestesia o coração. Em suma, a vocação é um convite a não ficar parado na praia com as redes na mão, mas seguir Jesus pelo caminho que Ele pensou para nós, para a nossa felicidade e para o bem daqueles que nos rodeiam”. (Mensagem para o dia Mundial de Oração pelas vocações – 2019).

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Mariana Ávila