Dom Alessandro Ruffinoni, bispo emérito da Diocese de Caxias do Sul, se prepara para uma importante mudança: ele embarcará na próxima semana para Ciudad del Leste, no Paraguai, onde assumirá um novo desafio. A decisão de deixar a Serra Gaúcha para atuar em outro país foi divulgada nesta semana por Ruffinoni, que irá ajudar na formatação de uma nova Diocese em Ciudad del Leste. O convite partiu do Núncio Apostólico local e foi encarada como uma das possibilidades para seus novos caminhos. Dom Alessandro foi bispo de Caxias do Sul desde 2011, e apresentou sua renúncia ao completar 75 anos, o que corresponde ao item 401 do Código de Direito Canônico.

 

 

Ainda que desconheça os detalhes de cada uma das tarefas que assumirá ao se mudar para Ciudad del Leste, Dom Alessandro é enfático ao afirmar que dedicará muito comprometimento e entusiasmo nos novos desafios por lá – características que igualmente semeou em seu trabalho à frente da Diocese de Caxias do Sul. “Não vou como bispo auxiliar nem coadjutor, vou como colaborador, como bispo por ter esta nomeação e estarei lá para ajudar, servir, visitar as comunidades”, garante Dom Alessandro.

 

Antes de se despedir, porém, Dom Alessandro passou alguns dias morando no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, e ajudando nas tarefas cotidianas da igreja. A experiência foi enriquecedora, garante, e não descarta a ideia de retornar para a Serra Gaúcha após um período de vivência no Paraguai. “Esta não é a primeira vez que fico lá, já que eu trabalhei já por 12 anos na mesma região do Paraguai. A minha intenção não é ficar lá para sempre, mas ajudar neste momento e ver como me adapto”, adianta.
Como forma de agradecimento pelo período que morou na Serra e pelas amizades que deixou na região, Dom Alessandro garante que levará na mala uma imagem da Santa de Caravaggio: “agradeço a amizade, o apoio e o carinho de todos da Diocese de Caxias do Sul, levarei isto comigo. Lá, teremos também a devoção , a Nossa Senhora de Caacupé, padroeira do Paraguai. Se Deus me der saúde e força, gostaria de fazer mais esta experiência”, encerra.