Três devotos chegaram ao Santuário Diocesano de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, após caminhar 116 quilômetros em pouco mais de três dias. O ponto de partida deles? Município de Paraí, onde Diego Pelegrini, Adolfo Castelli Trevizan e Jorge Luis Morais residem. Após a exaustiva caminhada, o trio de amigos recebeu a honra de inaugurar o Sino do Peregrino. A partir de agora, os romeiros que percorreram o roteiro Caminhos de Caravaggio – ou que chegam após longas caminhadas – poderão acionar o sino. Por 30 segundos, o som

 

 

A ideia de caminhar até o Santuário partiu do romeiro Jorge. Ele encontrou dificuldades na primeira tentativa, há muitos anos, e foi aconselhado a reduzir o trajeto. Mesmo assim, sentia-se em dívida com Nossa Senhora de Caravaggio por uma graça alcançada e não desistiu tão fácil da missão. Jorge desabafou sobre a vontade com Adolfo, que levou adiante a ideia e buscou orientações com o ciclista Diego. Após os três manifestarem a vontade de seguir pela trilha, o desejo ganhou forma e, finalmente, deixou de ser apenas um sonho de Jorge.

 

A saída aconteceu à meia-noite do dia 20 de junho, quinta-feira de Corpus Christi. O trio fez questão de fotografar a cada capela, igreja ou capitel que passaram. O trajeto escolhido contemplou Paraí, Nova Araçá, Nova Bassano, Nova Prata, Vista Alegre do Prata, Fagundes Varela e Cotiporã, onde pernoitaram no primeiro dia. O destino foi retomado logo cedo na sexta-feira, às 6h45min, quando rumaram em direção a Bento Gonçalves. Foi preciso passar por um íngreme trecho no distrito de Faria Lemos. Ao adentrar em Bento Gonçalves, já eram 92 quilômetros, quando tiveram a segunda pernoite. “Com toda hospitalidade do mundo, fomos recebidos pela família do Florivaldo e da Terezinha Ribeiro, que nos acolheram com banho quente, alimento e pouso. Antes de seguir viagem, Terezinha fez uma oração, invocando proteção e bênçãos para a conclusão”, contam.

E o terceiro dia já foi marcado pela chegada. Com saída pelos Caminhos de Pedra, que liga o interior de Bento Gonçalves a Farroupilha, eles seguiram em caminhada por pouco mais de cinco horas, quando concluíram o trajeto. “Durante toda a jornada as folhas de plátano se fizeram presentes servindo de sombra, amaciando os passos, tornando as paisagens mais belas e até mesmo servindo de leito para o tão desejado momento de descanso”, afirmam. Às 11h10min de 22 de junho, sábado, o trio de amigos avistou de perto o Santuário, agradeceu Nossa Senhora de Caravaggio e inaugurou o Sino do Peregrino, provando que nada é impossível diante da determinação que a fé pode trazer.