Comunidade de Nova Roma do Sul celebra em Caravaggio a Romaria Votiva

 

A décima terceira noite preparatória a 118ª Romaria Votiva contou com a participação da Paróquia São Pedro e São Paulo de Nova Roma do Sul.  O pároco padre Gilberto Lazarotto,  destacou que  a comunidade esteve no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, para unir-se a todos que  estão nesta caminhada  que é a Romaria Votiva. Ele destacou que  o tema desta edição “Respeitar, cuidar e contemplar a criação” chama a atenção para a  necessidade do respeito e cuidado para com a mãe terra.   Padre Gilberto reitera a preocupação do Papa Francisco sobre a  importância de uma reflexão ampla onde cada um deve fazer sua parte para  preservar o meio ambiente. (ouça áudio).

 

 

A Paróquia de São Pedro e São Paulo, de Nova Roma do Sul, foi criada em 07 de julho de 1922.

Os  imigrantes italianos chegaram à região  por vota de 1880,

Em  Janeiro de 1899 , o Pe. Alexandre Pelegrini   celebrou a primeira Missa na casa canônica que se situava na Linha Carlos Leopoldo. Ali as celebrações aconteceram até  o ano de 1900 quando foi construída a primeira Igreja, sendo  padroeira Nossa Senhora de Pompéia. Padre José Bem,  assume no ano  1913  e permanece por 33 anos. Foi  o responsável pelo inicio e conclusão da atual Igreja Matriz.

 

Em 1914, o   Arcebispo Metropolitano, Dom João Becker,  em Visita Pastoral a Nova Roma,  lançou e benzeu a Pedra Fundamental da futura matriz,

Em  Missa Campal ali celebrada.  Os paroquianos foram incentivados  a contribuírem na medida de suas possibilidades para a construção da futura matriz.

Quatro anos após, portanto  em  1918,  Dom João Becker realiza a 2ª Visita Pastoral,   mostra satisfação pelo andamento da construção  e renova o convite para todos  colaborarem pela sua conclusão.

Nova Roma, naturalmente,  escolheu seus  padroeiros:  São Pedro e São Paulo. As imagens dos padroeiros,  chegaram em 1919, esculpidas no Ateliê de Michelangelo Zambelli,  em Caxias do Sul. As imagens foram   doadas por  José Rasmienski e sua esposa,  poloneses residentes  em Castro Alves.

Os quatro sinos foram instalados no ano de 1930, na torre da matriz. Juntos pesam 1.368 quilos.

Nova Roma, é terra natal de Dom José Baréa, primeiro Bispo da Diocese de Caxias do Sul, que tomou posse em  11 de fevereiro de 1936.

Em  25 de janeiro de 1937, acontece  a benção da Igreja,  do Altar-mor  da Matriz e a Festa em honra a São Paulo, com a presença do bispo D. José Baréa,  vários sacerdotes da região e autoridades.

Nos próximos dias no Santuário de Caravaggio, sempre às 20h:

 

 

31/01 – Paróquia Sagrado Coração de Jesus

01/02 – Paróquia Jesus Bom Pastor

 

No dia 2 de fevereiro, a programação no Santuário de Caravaggio inicia às 8h com missa. Às 10h30 ocorre a missa festiva seguida da procissão e benção das máquinas agrícolas. Às 12h30 ocorre o almoço festivo, seguido da récita do terço às 14h30, missas às 15h e 17h, e encerrando com récita do terço às 18h. Na ocasião, os agricultores poderão ofertar frutos produzidos em suas propriedades. Após a festividade, os produtos serão doados à entidades assistenciais do município.

 

História da Romaria Votiva
Toda a primavera e o verão de 1898 foram implacáveis com nossos agricultores, devido a seca e associadas às dificuldades daqueles primeiros tempos; mas, a vontade de vencer é que tudo transformou. No início de 1899 foram convidadas as pessoas para virem em romaria (a pé, cavalo, carroça) até a Igreja Nossa Senhora de Caravaggio. Era o dia 02 de fevereiro. Num gesto de fé, reconhecimento e confiança vieram de Nova Vicenza (Farroupilha), Caxias do Sul, Nova Roma do sul, Nova Trento (Flores da Cunha), Bento Gonçalves e Nova Pompeia (Pinto Bandeira). Estava atendendo a Paróquia, o padre Francesco de Cicco, até julho daquele ano. Todos foram acolhidos, cada qual recebeu o Sacramento da Reconciliação e participou da Santa Missa das 10h. Durante a missa uma pequena nuvenzinha e meia hora depois a torrencial chuva em socorro da sedenta humanidade, os que vieram pisando pó, voltaram pisando barro. À tarde, rezavam o terço e cantavam as ladainhas, para retornarem a suas casas. A prece sofredora dos devotos chegou ao céu e foi atendida; a agricultura que parecia ter perdido tudo, renovou a esperança. No ano de 1902 o padre Henrique Poggi, e os paroquianos de Caravaggio, fizeram o voto de recordar o sinal. E, desde então, se faz, anualmente, esta Romaria.

 

Comments

    No Comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Fields marked * are mandatory.